Principais Sintomas



  • O principal sintoma é a dificuldade em manter o foco da atenção e/ou manter-se quieta, estes sintomas podem se manifestar de diversas formas:
    ● As crianças com TDAH, em especial os meninos, são agitadas ou inquietas, frequentemente ganham apelidos e ficam estigmatizados
    ● Na idade pré-escolar, estas crianças mostram-se agitadas, movendo-se incessantemente, mexendo em vários objetos.
    ● Mexem pés e mãos, não param quietas na cadeira.
    ● Falam muito e constantemente, frequentemente pedem para sair de sala ou da mesa de jantar.
    ● Têm dificuldades para manter atenção em atividades muito longas, repetitivas ou que não lhes sejam interessantes.
    ● São facilmente distraídas por estímulos do ambiente externo, mas também se distraem com pensamentos "internos", dando a impressão de estarem "voando".
    ● Nas provas, são visíveis os erros por distração (erram sinais, vírgulas, acentos, etc.).
    ● Esquecem recados, material escolar ou até mesmo o que estudaram na véspera da prova.
    ● Tendem a ser impulsivas (não esperam a vez, não lêem a pergunta até o final e já respondem, interrompem os outros, agem antes de pensar).
    ● Dificuldades com relação a horários, frequentemente não os cumprem.
    ● É comum apresentarem dificuldades em se organizar e planejar aquilo que querem ou precisam fazer.
    ● Dificuldades com relação a escala de prioridades
    ● Seu desempenho sempre parece inferior ao esperado para a sua capacidade intelectual.

O TDAH é comum?

Ele é o transtorno mais comum em crianças e adolescentes encaminhados para serviços especializados. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças, em várias regiões diferentes do mundo em que já foi pesquisado. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos. 

Existe mesmo o TDAH?

Sim, ele é reconhecido oficialmente por vários países e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em alguns países, como nos Estados Unidos, portadores de TDAH são protegidos pela lei quanto a receberem tratamento diferenciado na escola.

Contato

#FECHADOCOMOTDAH fechadocomotdah@gmail.com